quinta-feira, 9 de julho de 2009

CULTURA

CAETANO ENCANTA SALVADOR COM SEU JEITO CARIOCA

Caetano Veloso lançou neste ano seu novo CD, Zii e Zie (tios e tias em italiano) com influencias do samba e do rock. Ao lado de sua banda, a BandaCê, que o acompanha desde 2006 quando lançou o CD intitulado Cê, criou um blog chamado Obra em Progresso onde apresentava ao publico suas novas composições e discutia possíveis modificações.

Começou seus shows com uma temporada no Rio de Janeiro, apresentando transambas que falam muito das terras cariocas, como Lapa, Falso Leblon e Sem Cais. O show que apresentou na cidade de Salvador, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, buscou traduzir o clima carioca presente no CD, não só com as músicas do CD como também na cenografia, que trouxe uma asa-delta como escultura além de projeções da cidade maravilhosa.

Pagode Baiano

Durante o show Caetano fez muitos elogios ao pagode baiano e cantou sucessos da banda Psirico (Cole da Corda) e da banda Fantasmão (Tem de ser viola e Kuduro) logo no início do seu show para surpresa de seu público.

Pérolas

Mas também não deixou de cantar suas pérolas do passado, como Eu Sou Neguinha, Maria Bethânia e Força Estranha de Roberto Carlos. Agradou a todos que estavam no show, desde os jovens que foram prestigiar o novo cd, até seu publico mais velho que foi admirar o grande artista.

Mais carioca do que nunca, Caetano mostrou que quer mesmo inovar a música brasileira, e está conseguindo. Mas ele pode.

ANA BEATRIZ C. FERREIRA DOS SANTOS

Um comentário:

Diogo Rodrigues disse...

Muito boa a sua matéria Bia!
MAs Caetano está muito estrageirizado pra mim!
Nos velhos tempos cantava-se de tudo, depois de Sampa ele partiu pro Rio, onde será que ele vai parar? Deverá lançar um samba na Europa.